jizz tube carlos alba de martinez.
freeporn.com
Geral

Casa do Chocolate divulga marcas baianas na Bahia Farm Show

Inscrições podem ser feitas através dos site: www.races.com.br/sbcc

Um dos estandes que vêm atraindo atenções na Bahia Farm Show é a Casa do Chocolate, onde estão sendo expostas cerca de 40 marcas do produto, vindas de diferentes partes da Bahia: Litoral Sul, Médio Rio de Contas, Baixo Sul e Oeste. O estande apresenta a força desse novo movimento, na Bahia, da Cadeia Produtiva do Chocolate, com produtos de alta qualidade, procedência, compromisso com o meio-ambiente e com a sustentabilidade. A Bahia Farm Show é a maior feira de negócios do setor agropecuário da Bahia e é realizada na cidade de Luís Eduardo Magalhães.

A Casa do Chocolate é uma iniciativa da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) com apoio da Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), visando fomentar essa cadeia produtiva, também no Oeste, que já desponta como potencial produtor de cacau a pleno sol, matéria prima na produção de chocolates.

O coordenador geral do Centro Público de Economia solidária da Bahia(Cesol/ Setre) explica que todo esse movimento das marcas baianas de chocolate vem em um crescente. Atualmente, a Bahia possui cerca de 110 marcas de chocolate, distribuídas pelo seu território.
Agora, o desafio é expandir a comercialização, crescendo no Brasil como um todo e também no mercado internacional”, disse Thiago Fernandes.

O trabalho de consolidação da cadeia produtiva do chocolate na Bahia, no que tange aos incentivos da Seagri, vem sendo realizado há vários anos. A ideia é fortalecer as marcas baianas, mostrando a qualidade do produto local e toda a preocupação do setor com a sustentabilidade e a conservação. A maioria do cacau produzido na Bahia, atualmente, é derivado da Cabruca, que é uma maneira de cultivar cacaueiros no meio da Mata Atlântica. Trata-se de um cultivo que agrega valor à produção rural por meio do manejo ecológico de sistemas agroflorestais (cabrucas), diversificando a área de atuação e aumentando a sustentabilidade da produção.

“Muitos conhecem e celebram o chocolate de outros estados do país. No entanto, muitas vezes essas regiões utilizam nossas amêndoas para viabilizar suas produções. Nossas ações, já há algum tempo, buscam fortalecer nossa cadeia produtiva de maneira a termos, dentro do estado, condições de fazer o chocolate, com qualidade. E isso já é uma realidade. Inclusive as amêndoas de cacau e o chocolate origem Bahia foram premiados, recentemente, em concursos nacionais e internacionais”
comenta o titular da Seagri, Leonardo Bandeira.

A próxima parada das marcas de chocolate da Bahia será na Feira Origem Week, que ocorre no Centro de Convenções Salvador, a partir do próximo dia 9 de junho (quinta-feira), onde estarão expostas cerca de 30 marcas.

E dando continuidade às ações de fortalecimento da cadeia produtiva do cacau, ainda este ano, mais um equipamento inicia suas atividades, dando maior vigor a todo o movimento dessa cadeia. Em fase de instalação, uma fábrica, instalada pelo Governo da Bahia, passará a processar até 1 tonelada/mês de amêndoas. “A fábrica receberá insumos de diversas marcas e entregará a elas o produto chocolate, fortalecendo essas pequenas marcas e possibilitando o desenvolvimento delas. Também irá colaborar para o crescimento de todo o projeto do chocolate da Bahia”, finaliza Thiago Fernandes, da Cesol.

Compartilhe essa notícia

Parceiros

tattooed tgirl blown in twosome.indian xxx